São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Maio 11, 2017 - 01:07

RMVale tem 9 municípios entre os melhores do país para idosos

Terceira idade

Terceira idade

Foto: /Divulgação

São José, Taubaté e Jacareí estão em ranking nacional das 150 maiores cidades que têm os melhores índices de envelhecimento; já levantamento com 348 municípios brasileiros médios traz seis do Vale do Paraíba

Xandu Alves
São José dos Campos

A RMVale tem nove cidades entre as melhores do país para envelhecer. É o que revela o IDL (Índice de Desenvolvimento para Longevidade), do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

O relatório 2017 do IDL foi divulgado nesta semana e classifica os municípios com sete indicadores: geral, saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação e trabalho e cultura e engajamento. Notas levam em conta necessidades da população acima de 60 anos.

O clima também foi levado em conta. Perderam pontos os municípios com frequência maior de dias quentes, chuvas intensas ou baixa umidade.

Na lista das 150 maiores cidades do país, São José aparece como o 34º município com as melhores condições para os idosos. Taubaté é a 37ª colocada e Jacareí, a 61ª. Santos (SP) lidera a listagem.

MÉDIOS.

A pesquisa avaliou ainda os 348 municípios que têm entre 50 mil e 100 mil habitantes. Todas as seis cidades da região nessa faixa entraram no ranking nacional. A melhor delas foi Cruzeiro, na 31ª colocação da lista do IDL. Depois aparecem Campos do Jordão (43), Caçapava (70), São Sebastião (71), Lorena (95) e Ubatuba (134).

MAIS VELHOS.

Com o aumento da expectativa de vida da população e o crescimento da parcela de idosos no Vale, as cidades com as melhores características para o envelhecimento saudável tendem a chamar a atenção daqueles em busca de qualidade de vida.

Dados da Fundação Seade mostram que a idade média na RMVale saltará de 33,03 anos, em 2010, para 44,27 anos, em 2050.

A partir daí, a população da região começará a diminuir. Seus 2,65 milhões de habitantes representarão 0,75% a menos do que em 2040, que tem projeção de 2,68 milhões.

A população com mais de 65 anos, que era de 6% a 10% na região em 2010, saltará para entre 22% e 24% em 2050. No mesmo intervalo, os jovens (menos de 15 anos), que representavam de 24% a 28% da população regional há sete anos, serão entre 12% e 14% dos moradores da RMVale. "Envelhecimento é uma tendência", apontou a Fundação Seade..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO