São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Junho 27, 2017 - 02:51

Crise aumenta empreendedores, porém reduz vida das empresas

arte pag10

arte pag10

Foto: /arte daniel fernandes

Novos negócios surgiram com mais frequência na região desde 2010, antes da crise, porém também passaram a fechar em maior número do que antes da crise; entre as maiores cidades, Jacareí lidera mortalidade das micro

Xandu [email protected]

A crise econômica provocou um fenômeno singular na Região Metropolitana do Vale do Paraíba: aumentou o surgimento de pequenos negócios, em parte por causa de trabalhadores demitidos, mas também ampliou a mortalidade das empresas.

Novos negócios surgiram com mais frequência, desde 2010, mas também passaram a terminar em maior número do que antes da crise.

Os números do portal 'Empresômetro das Micros e Pequenas Empresas' comprovam. Segundo a ferramenta desenvolvida pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), o número de microempresas ativas subiu 90,78% na região, entre 2010 e 2015. Os pequenos negócios saltaram de 98.663 para 188.232.

No mesmo período, a mortalidade das microempresas aumentou 212,67%. Foram encerradas 2.770 em 2010, número que saltou para 8.661 cinco anos depois.

Na avaliação do economista Fernando Lacerda, a alta mortalidade dos empreendimentos se explica pela falta de preparação dos donos.

A boa notícia é que a mortalidade das novas empresas caiu em 2016, ano que manteve o crescimento dos novos negócios. A má é que o índice continuou alto. Comparado a 2010, as microempresas passaram de 98.663 para 212.580, crescimento de 115,46%. No mesmo período, a mortalidade dos empreendimentos subiu 90%, de 2.770 para 5.263..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO