São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Julho 10, 2017 - 16:44

Câmara de São José aprova mudanças no IPSM

Câmara de São José

Câmara de São José

Foto: Lucas Cabral / CMSJC

Com isso, prefeitura vai poder parcelar em até 200 vezes sua dívida de R$ 170 milhões e também haverá criação de 26 cargos no Instituto

João Paulo Sardinha @jpsardinha
São José dos Campos

Sinal verde para mudanças no IPSM (Instituto de Previdência do Servidor Municipal). A Câmara de São José dos Campos aprovou, nesta segunda-feira, o parcelamento em até 200 vezes da dívida da prefeitura com o órgão. Também deu aval para a criação de 26 cargos na estrutura do Instituto.

Os três vereadores da bancada do PT no Legislativo (Amélia Naomi, Juliana Fraga e Wagner Balieiro) votaram contra esses dois textos encaminhados pelo governo Felicio Ramuth (PSDB). O pacote de projetos do Executivo, votado na sessão extraordinária, ainda tinha outras cinco matérias. Todas foram aprovadas em plenário.

INSTITUTO. Na pauta, o projeto mais polêmico era o que autorizava a Prefeitura de São José a parcelar a dívida que mantém com o IPSM. Dados oficiais da administração apontam um déficit de aproximadamente R$ 170 milhões. O Jurídico da Câmara, inclusive, chegou a recomendar correções na matéria.

O superintendente do Instituto, Gláucio Lamarca Rocha, assistiu à sessão no plenário e chegou a se reunir com os parlamentares para tirar dúvidas relacionadas ao texto.

Oposição e situação também se enfrentaram durante a discussão do projeto que cria 26 cargos e mudanças na tabela de gratificação dos servidores do IPSM. “Se a prefeitura diz que não tem dinheiro, por qual motivo criar cargos? É desnecessário. O Instituto estava funcionando perfeitamente sem nenhum cargo a mais”, afirmou a vereadora Juliana Fraga (PT).

A líder do PSDB na Câmara, vereadora Dulce Rita (PSDB), disse justificou que a estrutura do órgão está defasada.  “Fui informada que o Instituto está funcionando com 16 estagiários. A carga máxima do IPSM é de estagiários. Essa reforma é necessária para o bom funcionamento”, declarou.

Os novos cargos serão efetivos, dois deles de provimento em comissão e outros 24 mediante concurso público. Após o expediente desta segunda-feira, os vereadores voltam a se reunir apenas na primeira semana de agosto.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO