São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Setembro 01, 2017 - 01:39

Metalúrgicos aprovam pedido de 9,2% de reajuste na Embraer e GM

GM

GM. Funcionários da General Motors de São José

Foto: /Divulgação

Trabalhadores das duas companhias aprovaram o índice de reajuste em assembleias realizadas nesta quinta e quarta-feira, como parte da Campanha Salarial 2017; as negociações ainda não começaram com os sindicatos

Da redaçã[email protected]
São José dos Campos

Metalúrgicos da Embraer e da General Motors de São José dos Campos vão reivindicar 9,2% de reajuste salarial das companhias. A data-base da categoria é neste 1º de setembro.

Os trabalhadores aprovaram o índice de reajuste em assembleias realizadas nesta quinta e quarta-feira, como parte das ações da Campanha Salarial 2017.

As informações são do Sindicato dos Metalúrgicos de São José. Segundo a entidade, as negociações com as duas empresas ainda não começaram.

No caso da Embraer, e de todo setor aeroespacial da região, a negociação é feita pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).

Procurada, a Embraer informou que não irá comentar o assunto.

A General Motors não respondeu ao questionamento de OVALE feito por e-mail.

REFORMA.

Além do reajuste salarial, informou o sindicato, os metalúrgicos pretendem organizar ações para barrar a aplicação da reforma trabalhista e da lei da terceirização na região.

Na pauta de reivindicações constam, por exemplo, a proibição da terceirização e de contratos temporários.

"Os metalúrgicos estão organizados e prontos para lutar contra esses abusos planejados pelos patrões e que têm o aval do governo Temer, Congresso Nacional e Judiciário", disse Antônio Ferreira de Barros, o Macapá, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José.

"A defesa das Convenções Coletivas será prioridade dos trabalhadores nesta Campanha Salarial", completou.

Na última terça, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, representantes do Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores) teriam afirmado que irão orientar as empresas a não renovarem as convenções e acordos coletivos na íntegra..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO