São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Outubro 09, 2017 - 23:23

Projeto revela cenas históricas e reforça identidade de Jacareí

Ilustração e difusão

Coletivo. Fazem parte do grupo Raico Rafael, Débora Pimentel, Johnny Domingues, Elisabete Lemes de Aquino, Bruno Ribeiro Galhardo e Camila Aquino. O prefácio do livro é do poeta jacareiense, Carlos Buenos Guedes

Foto: /Divulgação

Da Redaçã[email protected]
Jacareí

Quem nunca imaginou um fantasma no antigo prédio do Museu de Antropologia de Jacareí ou uma imensidão de felinos na "Rua dos Gatos", também na cidade? Aposto que há quem tenha arregalado os olhos para ver os tais jacarés que vivem tomando sol às margens do rio Paraíba. Ou teve medo do lobisomem. Aquele que passeia nas noites de lua cheia e ainda 'conserta' as roupas em uma tal alfaiataria da cidade!

A mistura do real com o imaginário é o ponto de partida de "Invento Compilado - Espaços Imaginários Jacareí", livro de 140 páginas, trabalho do grupo Invento Coletivo que, durante seis anos, percorreu a cidade em busca de cenas históricas e paisagens pesquisando locais e suas manifestações artísticas e culturais.

A proposta: trabalhar a imaginação tendo como ponto de partida um território real.

"Realizamos uma pesquisa histórica, mas considerando o imaginário popular. O objetivo é pensar a identidade da cidade, suas lendas, histórias, festas, danças, músicas e seus espaços. E, a partir dessas relações, entender qual a sensação de pertencimento da população", disse, em nota, o artista plástico Raico Rafael, fundador e idealizador da obra.

PRESERVAÇÃO.

O livro traz poesia, mas mostra em vários momentos a degradação do patrimônio não preservado pelo homem. É o que o artista chama de a "crítica ao desmantelo".

"Jacareí é a porta para o Vale do Paraíba, de onde se pode ir para a praia ou montanha e tem muito a ser preservado e apreciado", afirmou ele.

O livro deu origem ainda a uma exposição homônima, que está em cartaz no EducaMais Jacareí (av. Davi Monteiro Lino, 3595) até o dia 9 de novembro. A obra tem distribuição gratuita e é destinada principalmente a escolas e bibliotecas..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO