São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Outubro 09, 2017 - 23:23

Exposição de artesanato retrata devoção a Nossa Senhora Aparecida

Nossa Senhora

Nossa Senhora

Foto: /Divulgação

Paula Maria [email protected]
Aparecida

Encontrada no rio Paraíba, Nossa Senhora Aparecida foi tirada das águas pelas mãos dos pescadores. Outras várias mãos lhe colaram a cabeça no corpo, e a levaram a tantos altares por onde esteve ao longo dos anos.

Em 1978, quando sofreu o atentado que a despedaçou em mais de 200 fragmentos, foi restaurada por mãos artísticas até ser colocada novamente de volta ao seu trono.

Desde muitos anos, para todos aqueles que não podem estar sempre diante da imagem original, muitas mãos a multiplicam. São réplicas, em diversos materiais, que representam aquela que é chamada de Mãe, e servem de alento diante das dificuldades cotidianas servindo para que todos se lembrem de que ela sempre está lá.

"A criatividade do povo brasileiro é tão grande, que a imagem de Nossa Senhora pode ser recriada nas diversas expressões de arte", afirmou Bete Ribeiro, apresentadora do programa "Kombina", da TV Aparecida, em parceria com Rogério Chiaravalli. "É comum vermos a santa representada de maneira estilizada, com respeito e olhar artístico", continua ela.

De olho na nobreza do fazer artesanal, e em comemoração aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora nas águas do Paraíba, o Memorial da Devoção e a TV Aparecida realiza a exposição de artesanato "Romaria", com trabalhos de artesãos de várias partes do país.

São peças produzidas com materiais, como tecidos, feltro, pintura, biscuit, argila, metais, pedraria, palha e madeira, e uso de técnicas como decoupage, escultura em papel e patchwork, entre outros.

"Convidamos os artesãos do país para confeccionar, de acordo com sua preferência e aptidão, uma peça que representasse Nossa Senhora Aparecida", contou Bete. "Muitas peças chegaram, a maioria com agradecimento e emoção pela oportunidade em participar da mostra".

DECOR.

Logo na entrada do memorial, o hall foi decorado com ilustrações que remetem a uma viagem pelos vários Estados brasileiros. Foram recebidas mais de 200 peças e, a primeira delas foi um presente do cantor Daniel ao Santuário. Foi uma Nossa Senhora feita por uma artesã de Brotas (SP).

E a própria Bete Ribeiro assina uma das obras. "Pintei uma peça em MDF com a imagem estilizada da santa", revelou. "Foi uma forma de inspirar os artesãos, contribuir para a valorização do artesanato brasileiro e homenagear a nossa Mãezinha".

SERVIÇO.

O memorial fica dentro do Santuário Nacional (av. Dr. Júlio Prestes, Ponte Alta, em Aparecida). O funcionamento é de segunda à sexta-feira, no horário das 9h às 17h, sábados das 8h às 19h e domingos e feriados das 7h às 18h. A entrada para a exposição é gratuita.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO