São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Dezembro 05, 2017 - 23:47

INDICADORES DA SAÚDE

O caos na saúde não foi criado por Felicio Ramuth, mas cabe ao tucano apresentar soluções e resultado positivo


O prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), assumiu o governo com a saúde em situação precária. Fornecedores com pagamento em atraso, longas filas por atendimento médico e prédios em péssimo estado de conservação.

Ao subir a rampa do Paço Municipal, o tucano colocou saúde como prioridade de seu mandato. A partir daí, lançou programas, contratou consultas, renovou convênios, promoveu mutirões e intensificou a realização de exames.

Algumas ações obtiveram êxito de imediato. Outras continuaram na mesma. Houve, em alguns casos, piora no quadro caótico do setor.

Se houve evolução na questão de exames, ocorreu uma piora no indicador de demanda reprimida com especialistas. As informações constam no relatório de fiscalização do TCE (Tribunal de Contas do Estado), obtido com exclusividade por OVALE.

Logicamente que o problema não foi criado por Felicio, mas cabe a ele ser cobrado neste momento. Afinal, é o representante legal de quase 700 mil habitantes de São José.

A carência de médicos é outra dificuldade a ser enfrentada pelo tucano. A expectativa é que haja melhora. A prefeitura acaba de concluir o processo de terceirização do Hospital de Clínicas Sul. E, a partir de 16 de dezembro, a OS (Organização Social) Hospital e Maternidade Terezinha de Jesus assumirá a administração da unidade. Com isso, a rede de saúde ganhará mais 100 médicos para atender a população.

Os 70 médicos que hoje trabalham no hospital serão incorporados à rede básica, de especialidades e de pronto atendimento do município.

O parecer do TCE não é definitivo. Ele serve justamente para mostrar o que precisa ser aprimorado na rede. A questão dos exames, que apresentou melhora, necessita de continuidade. Algumas especialidades, que apresentaram aumento de demanda em períodos variados, necessitam de atenção especial urgentemente.

O próximo documento do Tribunal, a ser apresentado ao término do terceiro quadrimestre, vai mostrar se os esforços de Felicio tiveram resultado positivo. Mesmo que a melhora seja tímida, ela precisa acontecer e virar uma constante. Até porque, nos últimos meses, o governo fez eventos para anunciar melhorias. O desejo é para que essas ações não fiquem só no discurso..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO