São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Janeiro 05, 2018 - 00:19

UMA HERANÇA SOCIAL

Índice de criminalidade na região leste de São José tem acompanhado outros indicadores negativos da região


A zona leste de São José dos Campos, a região mais extensa e a segunda mais populosa (160.990 habitantes), possui um perfil etário mais jovem que o padrão geral da cidade. O indicador emprego por habitante é inferior à média do município. Já o número de matrículas escolares por habitante também está abaixo da média de outras áreas.

E tem mais: a renda per capita dos moradores daquela região é de R$ 2.704,43. A média da cidade atinge R$ 3.669,52.

Todas essas informações, levantadas em 2015 pela prefeitura, ajudam a explicar os dados da segurança pública nos bairros da zona leste.

Reportagem do editor-chefe de OVALE, Guilhermo Codazzi, mostra que a área lidera o mapa da violência no município, segundo os dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, sendo a recordista em 7 dos 10 principais índices criminais -- incluindo os assassinatos, os roubos e os estupros.

Uma das vítimas, citadas no primeiro parágrafo do texto, tem apenas 16 anos. Um dos muitos jovens que vivem naquela região, carente de emprego, renda e escolaridade. O Jardim São José 2, no extremo-leste, representa bem essa dura realidade.

A questão social reflete diretamente na violência. Mas, sob o ponto de vista da segurança pública, é importante destacar que a região também ficou para trás. Apenas três viaturas de radiopatrulhamento servem os139 bairros.

Mudar o quadro caótico, comprovado pelas estatísticas oficiais, é missão que exige esforço coletivo entre União, Estado e Município.

Primeiramente, o governo federal deve melhorar a vida econômica da população e auxiliar com recursos para saúde e educação, áreas que também precisam de atenção dos governos estaduais e municipais.

Está comprovado que, quando a economia vai mal no país, a população marginalizada cresce e os níveis de violência acompanham esse indicador.

Estado e Município, além de cuidarem de saúde e educação, ainda precisam focar em segurança pública e a zeladoria urbana, setores que impactam diretamente na redução da criminalidade.

A realidade vivida pela zona leste não é problema só da polícia. Mas, sobretudo, fruto da herança social deixada por maus gestores que passaram por São José dos Campos nas últimas décadas..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO