São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Janeiro 17, 2018 - 23:52

Maria Alcina canta sambas de sucesso em Taubaté

Maria Alcina

Maria Alcina

Foto: Murilo Alvesso/Divulgação

Paula Maria [email protected]

Mineira de Cataguases, segunda filha de oito irmãos, Maria Alcina pegou gosto pela música logo cedo. Sua voz, com um timbre grave inconfundível, chamava a atenção de todos. E, quando jovem, em busca de seu sonho - tornar-se cantora -, se mandou para o Rio de Janeiro.

De dia trabalhava como secretária, a noite batalhava por espaços como "crooner". Foi na boate Number One, que descobriu-se artista. Com um time de amigos - maquiador e figurinista -, criou-se a sua imagem. Maria passou a se vestir com roupas extravagantes e brilhantes.

E, com seis meses de casa, a chance de sua vida chegou: era 1972, e a cantora havia sido convidada para fazer sua estreia oficial na música no palco do Festival Internacional da Canção, promovido pela Globo. Na ponta da língua: a então inédita "Fio Maravilha", de Jorge Benjor.

"Eu nem sei como eu consegui entrar naquele palco", ri Maria Alcina. "Eu estava tão feliz que eu parecia uma criança no parque de diversão".

Não levou o prêmio, mas saiu aclamada pelo público. A partir daquele momento, passou a frequentar os palcos junto de grandes nomes da MPB. Hoje, com o nome cravado na história da música popular, a cantora traz a Taubaté show que promete ser um "esquenta" para o Carnaval.

"Maria Alcina canta Samba" traz repertório variado de sambas, sempre estiveram presentes ao longo de seus mais de 40 anos de carreira. Entre as canções que não faltarão, "Alô, Alô" (André Filho), "Kid Cavaquinho" (Aldir Blanc/João Bosco) e "Fio Maravilha" (Jorge Ben Jor), entre outros.

Disco.

Recém lançado - e com uma edição em vinil para colecionador -, o disco "Espírito de Tudo", de Maria Alcina, traz canções de Caetano Veloso.

"A primeira vez que gravei uma música do cantor foi em 1972, quando fiz meu primeiro disco. A música era 'Mamãe Coragem'", disse.

A obra do músico baiano, aliás, permeia a vida da cantora. Em 2016, a convite do produtor Thiago Marques Luis, Maria fez parte do show 'Corações Vagabundos', com Cida Moreira e Zezé Motta cantando Caetano.

"O show de Taubaté não é do novo disco. Mas eu não abro mão de abrir com 'Tropicália'", cravou.

Serviço.

O Sesc Taubaté fica na av. eng. Milton A Peixoto, 1264, Esplanada Santa Terezinha. A entrada para o show é gratuita..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO