São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Esporte
Fevereiro 08, 2018 - 12:41

Em crise com torcida, Taubaté tem alojamento de atletas pichado

Alojamento dos atletas do Taubaté, no bairro Jardim das Nações

Alojamento dos atletas do Taubaté, no bairro Jardim das Nações

Foto: Reprodução


Atualizado às 21h37

O clima não está nada bom entre o Taubaté e sua torcida. Mesmo após a contratação do técnico Marcelo Martelotte e da redução no preço dos ingressos, os torcedores não deixaram de lado a goleada sofrida na última sexta-feira para o Nacional, em São Paulo. Nesta quinta-feira, o alojamento dos atletas amanheceu com várias pichações.

Vândalos picharam frases como 'Respeita o Burro' e 'Fora Francisco Alex', em reclamação ao camisa 10 Francisco Alex, que na partida em São Paulo teria discutido com os torcedores. A goleada por 6 a 1, a maior da história do clube, causou a demissão do técnico Alberto Félix, do gerente de futebol Marcelo Machado e de mais dois membros da comissão técnica.

A residência pichada, que fica no bairro Jardim das Nações, é alugada pelo clube e serve como alojamento para atletas que vem para a cidade sem família. O próprio Francisco Alex, maior alvo das críticas, não moraria na casa.

"Esse episódio deixa a gente triste, mas estou com a consciência tranquila, entro em campo para fazer o meu melhor. Entendo a cobrança, mas vim com expectativa para vencer, nunca tive problema com torcedor", disse o meio-campista, em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira."Sei que sábado pode ter mais cobrança, mas vou aceitar bem e procurar fazer o meu melhor", completou o camisa 10.

Em nota, o clube afirmou que 'não concorda e repudia a ação de vândalos', afirmando que o fato prejudica a própria instituição.

O time da região ainda diz que 'que tomou as medidas necessárias para reverter a atual situação, tendo contratado um técnico de ponta, abaixado preço dos ingressos e buscando reforços de alto nível'.

BOLA PRA FRENTE.

Após a demissão de Alberto Félix, o Burro da Central anunciou o retorno de Marcelo Martelotte para comandar a equipe. Depois, divulgou que os ingressos teriam preços reduzidos, com arquibancada geral a R$ 10, e também publicou fotos da pintura do estádio Joaquinzão -- três quesitos que, ao menos nas redes sociais, agradaram a torcida.

Além disso, o Alviazul anunciou o meia Guaru, jogador da cidade mas que nunca havia vestido a camisa do clube. Aos 37 anos, o jogador foi criticado por parte dos torcedores nas redes, gerando um debate sobre sua contratação.

Em campo, Martelotte fez nesta quinta-feira seu primeiro treino coletivo com a equipe. Ele escalou o Burro com Fábio, Jean, Diogo Borges, Raniele e Bruno Ré; Elivélton, Willian Favoni e Francisco Alex; Natan, Wellington e Flávio Carioca.

Depois, promoveu as entradas do lateral-esquerdo Paulo Vitor, do meia Kleiton Domingues e também do zagueiro Donato, outra novidade da equipe, que surgiu ontem no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e está livre para fazer sua estreia com a camisa do Taubaté.

CALENDÁRIO.

O time da região encara o XV de Piracicaba neste sábado, às 16h, no estádio Joaquinzão. Após duas vitórias nas duas primeiras rodadas, são três derrotas consecutivas e o 11º lugar na tabela.

O próximo adversário do Burro da Central tem um ponto a mais e está em décimo lugar na classificação. A partida vai marcar também a estreia de Martelotte no comando da equipe alviazul.

Depois de vencer o Água Santa por 1 a 0 na estreia, em casa, e fazer 2 a 0 no Sertãozinho fora, o Taubaté despencou. Perdeu em casa para o Penapolense, por 2 a 1, e depois levou 2 a 0 do Oeste em Barueri, antes do fatídico jogo na capital paulista, na sexta-feira passada, com um dos piores resultados da história do Burro da Central.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO