São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Abril 12, 2018 - 23:46

EU SÓ SEI QUE NADA 'CEI'

Ao tornarem-se 'puxadinhos' do Executivo, as Câmaras deixam de cumprir seu papel de fiscalizar as prefeituras


Só sei que nada sei. Clássica, a frase é atribuída ao filósofo grego Sócrates, considerado o homem mais sábio da Grécia Antiga, e sentencia que é preciso reconhecer a própria ignorância para tornar-se verdadeiramente sapiente. Em Atenas, no período clássico, por volta de quatro séculos antes de Jesus Cristo, este que foi um dos fundadores da filosofia ocidental debatia e dialogava nas ruas, praças e ginásios públicos. E, de acordo com seu discípulo Platão, na 'A apologia de Sócrates', o filósofo não cobrava nada por seus ensinamentos. Sua sabedoria e comportamento fascinavam o povo ateniense, principalmente os jovens, as mulheres e políticos. E, quando as ideias de Sócrates espalharam-se, fazendo-o conquistar muitos seguidores e também inimigos, ele foi acusado de, entre outras coisas, corromper a mente dos mais novos. Apesar da defesa brilhante, foi condenado e optou pela morte, afastando a opção de permanecer vivo, mas sem continuar defendendo suas ideias.

E morreu, ingerindo cicuta.

Mas, no meio político moderno, os venenos são outros. E são tão numerosos que fica até difícil de contar. Um dos mais tóxicos está correndo nas veias do fisiológico organismo político que mantém, infelizmente, de pé, ainda firmes e fortes, essas velhas práticas do toma lá dá cá partidário.

E um dos exemplos mais claros hoje é o alinhamento existente e claramente evidente entre os poderes Executivo e Legislativo em todas as esferas -- nacional, estadual e municipal. Para confirmar isso basta observar a atuação da Câmara de São José dos Campos e Taubaté no que tange à atuação das chamadas CEIS (Comissões Especiais de Inquérito).

Na terra de Lobato, desde 2013, quando Ortiz Junior (PSDB) assumiu o Palácio do Bom Conselho, 11 CEIs foram instauradas e todas elas ficaram nas mãos dos vereadores da base aliada, que já é conhecida como a 'bancada do amém', por obedecer as 'ordens' do Executivo, que traca o Legislativo como um 'puxadinho'.

Em metade dos casos, nem sequer houve relatório.

Desde 2015, graças à mudança promovida pela base do tucano, a Casa pode ter apenas três CEIs em curso simultâneamente. Isso possibilita a blindagem do governo, que controla as CEIs, abre as três investigações e evita investigações que sejam desfavoráveis.

Em São José, a blindagem também é prática comum. Valendo-se do mesmo expediente, a base aprovou três CEIs em 2017 quando estourou a denúncia na Praia Grande contra o prefeito Felicio Ramuth (PSDB).

Por isso, pode-se dizer: nas Câmaras, eu só sei que (não dão em nada as) CEIs. E isso, para a democracia, é uma taça de cicuta..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO