São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Abril 25, 2018 - 22:16

UM DELITO A CADA 5 MIN

Números da Secretaria de Segurança Pública do Estado, mais uma vez, põem em xeque 'prioridade' dada à RMVale


Cinco minutos. Em média, a cada 300 segundos um delito é registrado nas cidades do Vale do Paraíba, a região com a maior taxa de homicídios em todo o território paulista. De acordo com dados oficiais, divulgados pela Secretaria da Segurança Pública estadual, a RMVale acumulou 22.151ocorrências entre os meses de janeiro e março deste ano -- dá uma média de 246,12 casos a cada 24 horas. Desses, 2.753 são crimes violentos (homicídios, latrocínios, estupro, roubo e extorsão mediante sequestro) -- são 30 por dia.

E falando nos crimes mais graves, desde 2010 a RMVale ocupa o topo do ranking de homicídios do estado, tendo disparadamente o maior número absoluto de vítimas no interior e ainda a mais alta taxa de ocorrência por cada grupo de 100 mil habitantes, tendo o dobro da média da capital, por exemplo -- no Vale essa taxa é de 13,41 homicídios a cada 100 mil habitantes, contra 6,50 na cidade de São Paulo e 7,65 na média estadual. Quando ultrapassa 10, a taxa indica que existe endêmia de violência naquela área.

No primeiro trimestre, a região teve 83 assassinatos -- é o índice mais baixo desde 2007, e ainda o segundo menor da série histórica iniciada em 2002 pela Secretaria de Segurança Pública. Ainda assim, o Vale mantém-se de longe no topo da violência, um sinal claro e evidente da profundidade da epidemia de insegurança.

Na comparação com 2017, houve queda de 5,68% nos assassinatos na região -- abaixo da média registrada no estado (-16,79%).

Nesta quarta-feira, em visita ao Vale, o governador Márcio França (PSB) comemorou os resultados alcançados em São Paulo.

"Foi um dos melhores meses de toda a história do histórico da segurança de São Paulo. O homicídio na capital, nós conseguimos finalmente reduzir abaixo de 6. O número de Miami hoje é 12 a cada 100 mil, portanto, São Paulo está com menos da metade de Miami a cada 100 mil [pessoas]. Claro que o interior também não chegou nesse ponto, tem 7 e alguma coisa, mas, certamente, a curva que nós estamos fazendo na violência em SP está diminuindo. Nós precisamos agora aumentar a sensação de segurança. A violência está diminuindo mas nós precisamos aumentar essa sensação de segurança, com programas novos e com a valorização dos policiais", declarou o governador.

OVALE tem como bandeira a cobrança para que a região passe verdadeiramente a ser prioridade no combate ao crime -- até aqui, é prioridade só no discurso, principalmente em ano eleitoral. Reportagens recentes revelaram que na prática a região está mais para patinho feio, infelizmente.

Essa é a sensação. A sensação de insegurança, provocada pela violência que a cada cinco minutos faz uma vítima no Vale. Você se sente seguro na região?.

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO