São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Maio 05, 2018 - 00:41

Ferramenta online da União infla dados de obras federais na região

Trânsito, Temer

Governo federal. Presidente Michel Temer (MDB) visita obra de expansão de UTI na cidade de Barretos

Foto: Alan Santos/Presidência da República

'Painel de Obras', a ferramenta online lançada pelo governo para reforçar fiscalização, aumenta artificialmente número de obras e de recursos do PAC na RMVale; Ministério afirma que consulta não pode ser feita por cidade

Xandu [email protected]

Lançado pelo governo federal no final de abril para "monitorar e controlar obras públicas de forma mais transparente", a ferramenta online 'Painel de Obras' traz dados inflados do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no Vale do Paraíba.

Segundo o sistema, o Vale tem 659 obras financiadas pelo governo federal, sendo que 87 foram canceladas. O investimento caiu de R$ 5,14 bilhões para R$ 5,09 bilhões.

Das 572 obras restantes, 372 são do Sincov (Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasses), 158 do PAC e 42 do Programa Avançar, lançado em 2017 para retomar obras paralisadas.

Ocorre que há duas obras que beneficiam mais de um município e que foram contabilizadas individualmente, inflando os números nessas cidades. O desvio aumentou em 29 as obras do PAC na região e adicionou R$ 757,2 milhões aos investimentos.

A obra mais superdimensionada foi a da Sabesp, de R$ 27,5 milhões e que beneficiou 28 cidades da região, mais Guararema. O serviço começou em 2008 e terminou em 2014. Nas fichas individuais de cada município disponibilizadas no 'Painel de Obras', o empreendimento é somado em cada um dos 28 municípios, ampliando artificialmente os recursos. Outra obra "dobrada" foi de saneamento no Litoral Norte, de R$ 7,2 milhões.

Excluindo obras infladas e as canceladas, o investimento no Vale cai para R$ 3,78 bilhões.

Ministério declara que consulta a obras por cidades 'causa distorção nos dados'

Responsável pelo 'Painel de Obras', o Ministério do Planejamento informou que a consulta por municípios causa distorção nos dados, embora ela seja oferecida pelo sistema online, criado justamente para facilitar a consulta de cada obra nas cidades. A pasta sugeriu levantar os dados nas listas estadual ou nacional, que contabilizam 11.115 e 98.558 mil obras..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO