São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Maio 31, 2018 - 20:42

Cristiana Oliveira traz peça 'Feliz Por Nada' a São José

Multifacetada. Atriz, palestrante, empresária, mãe e avó

Multifacetada. Atriz, palestrante, empresária, mãe e avó

Foto: Divulgação

Espetáculo tem texto inspirado em obra homônima, escrita pela romancista Martha Medeiros

Paula Maria [email protected]

"Tudo o que você pensa e sofre, dentro de um abraço se dissolve". É com a força de transformação de um abraço que Martha Medeiros abre seu livro "Feliz por Nada" (2011). Romancista, cronista e poeta, a querida do público interessado em literatura é elogiada por conseguir traduzir em palavras as angústias e os anseios humanos.

E é uma adaptação da obra citada, que a atriz Cristiana Oliveira apresenta em São José neste final de semana, no teatro Colinas. Trata-se de um espetáculo que fala sobre amizade, daquelas que começa no meio da vida, "meio que" por acaso.

Na trama, Laura, personagem de Cristiana, e Juliana, vivida por Regiane Cesnique, se conheceram aos 40 anos. Amigas inseparáveis, elas têm sua relação colocada à prova por causa de um homem: Joca (Danilo Sacramento). Longe de um triângulo amoroso, o papo aqui é mais denso, ainda que tratado em forma de comédia.

"Martha é minha amiga há anos. Já li quase todos os livros dela. Quando recebi o convite de fazer essa peça, não pensei duas vezes. Martha é muito sincera naquilo que escreve e a ausência de autocensura faz com que sua mensagem atinja todos nós", disse Cristiana.

Para privilegiar o texto, o diretor Ernesto Piccolo optou pela quase ausência de cenários. "A adaptação é de Regiana Antonini, e ficou muito bacana. O texto é tão visceral, que Piccolo optou por colocar apenas os atores em cena, sem que a encenação divida a atenção com cenários, pausas ou outro efeito artístico".

Personas.

A atriz conta ainda que teve a oportunidade de escolher qual personagem gostaria de viver, e optou por Laura, por esta ser "uma mulher completamente diferente de mim. Portanto seria um imenso desafio".

"Eu já fiz tantos personagens e não me lembro de ter feito um que tinha a minha personalidade. Acho que isso é o que faz a diferença na profissão de ator, a possibilidade de estudar a alma humana. Este é um grande privilégio. E eu aprendo um pouco a cada novo papel", continuou.

Aos 54 anos, Cristiana, que já é avó, surpreende pela boa forma. "Acho que só vou ser realizada no dia que eu morrer. Mas posso dizer que sou muito feliz. Tenho uma família que amo, um namorado, uma carreira, sou palestrante e empresária também... Estou em constante movimento. Não aceito ficar parada", disse.

E afinal, existe eternas amizades entre mulheres? "Claro! Sem dúvida. Mas elas têm de querer. Acho que quando elas permitem que um relacionamento amoroso entre no meio da relação delas, a coisa dá uma balançada", diz bem-humorada.

Serviço.

O teatro Colinas fica na av. São João, 2200, em São José.

Peça será apresentada no sábado (2), às 21h, e domingo (3), às 19h. Ingressos a partir de R$ 80 (inteira)..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO