São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Brasil
Junho 13, 2018 - 23:24

Trump garante o fim da ameaça nuclear coreana

Trump e Kim

Acordo de paz. Trump e Kim Jong-un durante encontro na terça

Foto: /Shealah Craighead/Casa Branca

Além disso, o líder do país comunista aceitou convite do norte-americano para fazer uma visita à América do Norte

Das agê[email protected]

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, garantiu nesta quarta-feira (13) que a ameaça nuclear da Coreia do Norte desapareceu, após a cúpula histórica realizada ontem em Cingapura com o líder do país asiático, Kim Jong-un.

Ao chegar a Washington procedente da cidade-Estado asiática nesta quarta, Trump afirmou no Twitter que, após a cúpula, "todo o mundo pode agora se sentir muito mais seguro" do que no dia em que ele assumiu a presidência dos Estados Unidos há um ano e meio.

Já não há uma ameaça nuclear da Coreia do Norte. A reunião com Kim Jong-un foi uma experiência interessante e muito positiva. A Coreia do Norte tem um grande potencial para o futuro!", acrescentou o líder americano.

Trump indicou que, antes de chegar à Casa Branca, "as pessoas assumiam que iríamos à guerra com a Coreia do Norte". "O presidente (Barack) Obama disse que a Coreia do Norte era o nosso maior e mais perigoso problema. Agora não mais durmam bem", afirmou Trump.

CONVITE.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, aceitou o convite feito pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para visitá-lo em seu país onde haverá um novo encontro após a histórica cúpula de Cingapura, segundo informaram os veículos oficiais de imprensa de Pyongyang.

Durante a reunião realizada na véspera na cidade-estado asiática, "Kim Jong-un convidou Trump para visitar Pyongyang no momento adequado, e Trump convidou Kim Jong-un para uma visita aos Estados Unidos", segundo a agência estatal norte-coreana de notícias Kcna, em uma ampla nota sobre a cúpula.

A informação coincide com o que disse Trump na véspera. Ele afirmou, em entrevista coletiva após a cúpula, que, "no momento apropriado", está disposto a visitar Pyongyang, e que também quer receber na Casa Branca o líder norte-coreano, que "aceitou" seu convite. "No momento apropriado, farei isso", disse Trump, sobre sua possível viagem à Coreia do Norte..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO