São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Junho 07, 2018 - 23:08

É só ligar os pontos...

Quais são as ligações de Temer? Para descobrir, basta a Polícia Federal ouvir o ditado: diga-me com quem andas...


Quais são as ligações de Michel Temer? Encastelado, distanciado da realidade, surdo à voz das ruas e alvo de uma série de sérias acusações, o presidente teve a quebra de seu sigilo telefônico pedida pela Polícia Federal ao STF (Supremo Tribunal Federal), em investigação a respeito de R$ 10 milhões que teriam sido destinados pela Odebrecht para seu partido, o MDB, durante a eleição de 2014. O pedido teria sido feito no Palácio do Jaburu, a residência oficial do vice-presidente, durante um jantar. O valor, de acordo com delação premiada de um dos executivos da empreiteira, seria usado como caixa dois na disputa eleitoral daquele ano. O hoje chefe do Executivo brasileiro nega irregularidades, alegando ter pedido o dinheiro legalmente. Fato é que o ministro Edson Fachin, do Supremo, negou o pedido feito pela PF, autorizando a quebra de sigilo somente dos ministros Moreira Franco (Minas e Energia) e Eliseu Padilha (Casa Civil).

Em entrevista, o primeiro presidente denunciado por crimes no exercício do mandato desabafou e disse estar sendo alvo de uma perseguição, um verdadeiro 'esquartejamento político e moral'. "Não é um movimento investigativo; é político, para desmoralizar o governo", disse. "Lamento ter de dizer que é violação dos direitos constitucionais. O tratamento que me dão é indigno. Estou sendo vilipendiado", disse.

Temer disse ainda que não tem preocupações com a quebra de seu sigilo bancário ou telefônico. "Se me permitem uma expressão grosseira, digo que vão quebrar a cara [sobre pedido da Polícia Federal de quebra de sigilo telefônico, referente a 2014]. Podem olhar tudo; verifiquem com quem eu falei", desafiou.

Bravatas à parte, quais são as ligações de Temer?

No mesmo Jaburu, além de ter pedido R$ 10 milhões para Marcelo Odebrecht, anos mais tarde o já presidente Temer recebeu o empresário Joesley Batista, que é proprietário da JBS, para uma conversa nada republicana, fora da agenda oficial e travada nos porões palacianos. Na pauta, os temas eram, segundo o Ministério Público, propina e a obstrução de Justiça. 'Tem que manter isso, viu'. Lembra-se?

Temer é ligado ainda a políticos como, só para citar alguns exemplos, Eduardo Cunha, Romero Jucá, Geddel Vieira Lima, Padilha e Franco, além de Rodrigo Rocha Loures -- aquele flagrado com malas de dinheiro. Isso sem lembrar de José Yunes, coronel Lima...

Quais são as ligações de Temer?

É só ligar os pontos..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO