São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Junho 19, 2018 - 23:00

Reforço na segurança

Palácio dos Bandeirantes promete adotar um 'pacote' de medidas para combater a violência nas cidades da região


É seguro dizer: a RMVale é o patinho feio da segurança pública de São Paulo. Não é OVALE quem diz, são os números oficiais da Secretaria de Segurança Pública. Desde 2010, a região é a primeira colocada no ranking de homicídios em território paulista e, ainda assim, não tem sido prioridade do Palácio dos Bandeirantes ao longo dos últimos anos. Entre 2011 e 2017, por exemplo, a região recebeu 1,87% dos novos policiais formados pelo Estado: foram 598 dos 31.957 novos agentes. No mês de abril, reportagem de OVALE revelou que a RMVale recebeu só 5,8% da frota de novas viaturas das polícias Civil e Militar desde 2011.

Entre janeiro a abril, a RMVale registrou 111 homicídios -- índice 4,71% superior ao registrado nos primeiros quatro meses de 2017, quando foram 106 vítimas. O Vale está tão disparado no ranking de homicídios no interior paulista que nenhuma outra região superou sequer a barreira de 80 vítimas -- a diferença é de 32 casos na comparação com Piracicaba, que é a região vice-líder (79 baixas). O ranking possui ainda as regiões de Campinas (75 casos), Ribeirão Preto (74), Sorocaba (66), Baixada Santista (59), São José do Rio Preto (37), Bauru (35), Araçatuba (25) e Presidente Prudente (24).

Em números absolutos, apenas a capital paulista e a Grande São Paulo superam o índice da RMVale. A taxa de homicídios por 100 mil habitantes é de 13,65 no Vale, acima do estipulado como 'tolerável' pela ONU. No estado, a média é de 7,58 vítimas por 100 mil habitantes. A capital paulista tem a média de 6,24 -- menos do que a metade da RMVale.

Em entrevista exclusiva a OVALE, o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), no cargo desde abril, prometeu reforçar o combate ao crime na região. É o que se espera. Chega de ser o patinho feio da segurança.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO