São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Junho 27, 2018 - 21:34

Este é o papel de OVALE

Fiscalizar o poder público, trazer à luz o que é deixado à sombra, ali debaixo do tapete. Este é o papel de OVALE


Qual é o papel do jornal? É o papel de se imprescindível para o leitor, informando-o acerca dos fatos revelantes para o seu dia a dia, permitindo que ele tenha dados em mãos (ou na cabeça) para formular a sua própria opinião. Também cabe ao jornal, indispensável pilar democrático, o papel de fiscalizar a atuação dos políticos, fazendo a eles marcação cerrada, sem a menor trégua. Neste quesito, OVALE oferece para o público o 'Promessômetro', responsável pelo acompanhamento em tempo real do andamento das promessas feitas pelos prefeitos de São José dos Campos e Taubaté -- Felicio Ramuth e Ortiz Junior, ambos tucanos -- durante a campanha eleitoral de 2016. Além dessa, o jornal mantém também em suas plataformas digitais o 'Acompanhe o seu vereador', disponibilizando dados completos acerca da atuação dos parlamentares nas duas maiores cidades do Vale do Paraíba. O objetivo? É fiscalizar e ajudar a sociedade a cobrar seus representantes, exercendo assim a sua cidadania. E tem mais.

Além das ferramentas digitais, e mais importante do que elas, a fiscalização é diária e constante. Afinal, o carro-chefe de OVALE é o 'DNA', em que estão impressos independência editorial, pluralismo, espírito crítico e apartidário. Todos os dias, a equipe de repórteres e editores se debruça incansavelmente à caça de notícias relevantes, que abastecem -- em primeira-mão -- o leitor com informações que, muitas vezes, alguém tenta deixar embaixo do tapete, longe da luz.

São casos como, por exemplo, o escândalo de viagens na Câmara de Taubaté, as irregularidades ligadas ao parlamentar Maninho Cem por Cento (PTB), e as votações vapt-vupt, entre outros.

No primeiro trimestre, a reportagem de OVALE revelou o plano da Câmara de São José para a reforma administrativa da Casa.

Sob pressão do TCE (Tribunal de Contas do Estado) e Ministério Público, o Legislativo prometia reduzir gastos com funcionários. Mas o projeto apresentado, pelo contrário, ampliava gastos.

Após a repercussão, ainda mais em ano eleitoral, o caso ficou em banho-maria. O Legislativo, por isso, aprovou uma emenda, com objetivo de reduzir esses gastos, que, obviamente, sairiam do bolso do contribuinte de São José.

Qual é o papel do jornal?

É ser imprescindível todo santo dia, zelando pelo interesse público, fiscalizando políticos e o uso de recursos públicos, informando o leitor com qualidade, precisão e independência.

Afinal, a democracia morre na escuridão..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO