São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Viver
Junho 30, 2018 - 00:05

Prestes a comemorar meio século, Festival de Inverno de Campos começa neste fim de semana

Osesp

Erudito. Osesp se apresenta no auditório Claudio Santoro

Foto: /Rodrigo Rosenthal/Divulgação

Paula Maria [email protected]

"Não é verdade falar que o Festival de Inverno de Campos do Jordão atualmente é feito integralmente com verba do Estado de São Paulo. Mas também não é correto afirmar que ele é produzido totalmente com verba da parceria privada".

Essa é a correção feita por Romildo Campelo, secretário de Cultura do Estado, quando lhe foi dito que dos R$ 3,1 milhões investidos no evento do ano passado, 100% vinha de patrocínio privado.

Segundo ele, a Fundação Osesp, organização social produtora do evento, recebe anualmente R$ 55 milhões para manter toda a sua estrutura, incluindo a orquestra e os programas culturais.

"A grande vantagem desse modelo (de contratação de OS) é permitir uma flexibilidade na busca de recursos no mercado por meio de leis de incentivo à cultura. Dessa forma, podemos dizer que o Estado coloca dinheiro direta e indiretamente no festival, e a organização social parceira, busca recursos para ampliá-lo", afirmou Campelo.

Diretamente no evento foram gastos neste ano R$ 3,5 milhões (em patrocínio privado por meio de lei de incentivo), um respiro em meio ao contingenciamento de gastos que o festival sofreu nos últimos anos.

abertura.

Se a temporada de inverno de Campos do Jordão já começou, a abertura oficial da 49º Festival será nesse sábado, às 20h30, no auditório Cláudio Santoro. A própria Osesp (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) dá as boas vindas com um espetáculo sob a regência de sua diretora musical e regente titular Marin Alsop.

Na programação, "Don Juan, Op.20", de Richard Strauss, poema sinfônico que foi o primeiro sucesso do compositor alemão e que conta as peripécias de D.Juan, alternando momentos melancólicos, líricos e vigorosos; "Clair de Lune", de Claude Debussy, baseada em um poema de Paul Verlaine, com sua harmonia complexa e exótica; e "Daphnis et Chloé: Suíte nº 2", de Maurice Ravel, escrita originalmente para um balé de Diaghilev e que foi baseada em um poema grego do século 2 e acabou por se tornar uma das obras-chaves da música moderna. O auditório fica na av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880, Alto da Boa Vista. Entrada: R$ 100.

estudos.

Prestes a comemorar meio século de existência, o Festival de Inverno oferece 90 concertos, sendo 68 gratuitos. Eles acontecerão no auditório, também na praça do Capivari, capela do Palácio e igreja de Santa Terezinha.

Neste ano, será mantida a programação na capital paulista - na sala São Paulo e sala Coro -, onde também estará sediada a parte pedagógica do evento. Serão, ao todo, 198 bolsistas (mais de 150 brasileiros) e os desafios serão grandes: além de participarem de aulas e ensaios com mais de 50 professores brasileiros e estrangeiros, os alunos se apresentam durante todo o mês de julho integrando os três principais grupos do evento: a Orquestra, a Camerata e o Grupo de Música Antiga do Festival. Estarão ainda em concertos de câmara gratuitos ao lado de seus professores.

Destaques.

Na programação de câmara, que terá grande espaço nessa edição, destaque para o concerto especial Cohen & Convidados, com o pianista Arnaldo Cohen, que comemora seu aniversário de 70 anos no palco.

A programação sinfônica recebe também diversas orquestras de outros Estados, entre elas, a Filarmônica de Goiás, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, a Orquestra Jovem Vale Música. Também a Orquestra Sinfônica da USP, Orquestra Municipal de Campinas e a Orquestra Sinfônica de Santo André.

Confira a programação completa no site: www.festivalcamposdojordao.org.br..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO