São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Economia
Julho 11, 2018 - 02:28

Vale reduz exportação de aviões, petróleo e veículos no primeiro semestre

Embarque de veículos da Volkswagen para exportação

Balança comercial. Exportação de veículos, petróleo e aviões sofreu queda no Vale do Paraíba no ano

Foto: /Divulgação

Exportação dos três principais produtos da RMVale caiu no primeiro semestre de 2018 na comparação com o período anterior; os itens foram responsáveis por US$ 3,8 bilhões exportados contra US$ 4,4 bilhões em 2017

Xandu [email protected]

Pela segunda vez no ano, a exportação dos três principais produtos da RMVale (petróleo, aviões e veículos) caiu na comparação com o período anterior.

Neste primeiro semestre, os três produtos foram responsáveis por US$ 3,8 bilhões nas exportações da região, queda de 12,96% ante igual período do ano passado, com US$ 4,4 bilhões.

O levantamento foi feito com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A participação destes três produtos no total das exportações reduziu no primeiro semestre: 72,24% do total de R$ 5,3 bilhões contra 79,49% no ano passado, para um total de US$ 5,6 bilhões.

Dos três produtos, os aviões tiveram a maior queda: -18,79% no primeiro semestre, com US$ 1,3 bilhão contra US$ 1,7 bilhão no mesmo período do ano passado.

A venda de veículos ao exterior recuou 11,19%, com US$ 583,3 milhões ante US$ 656,8 milhões.

Petróleo e derivados exportaram US$ 1,9 bilhão, 8,82% a menos do que no primeiro semestre do ano passado, com US$ 2,1 bilhões.

A queda dos três itens também havia ocorrido entre janeiro e março deste ano: -6,91% (petróleo), -16,49% (aviões) e -1,73% (veículos).

Além de petróleo, aviões e veículos, outros dois produtos do 'top 10' da região também reduziram as vendas no primeiro semestre: armamentos (-19,48%) e telefonia (-16,72%).

Os outros cinco produtos da cesta aumentaram as vendas: celulose (4,07%), tubos (506%), alumínio (21,43%), motores e máquinas (22,6%) e torneiras e reservatórios (0,44%).

Para o economista Luiz Carlos Laureano, a queda na exportação de veículos é negativa para a região, com reflexo na cadeia produtiva. "Exportar é gerar emprego aqui dentro".

Exportação de veículos tem aumento em São José e redução em Taubaté e Jacareí

Jacareí foi a principal responsável pela queda nas exportações de veículos na RMVale no primeiro semestre. Na cidade, a venda de automóveis ao exterior recuou 92,25% nos seis meses, com US$ 7,7 milhões contra US$ 100,3 milhões em igual período de 2017.

Principal exportadora de veículos da região, Taubaté registrou queda de 0,29% nas exportações no semestre: US$ 341,5 milhões frente a US$ 342,6 milhões no ano passado.

São José aumentou 10,28% a exportação geral de veículos, com alta de 15,14% nos veículos para transporte de mercadorias --categoria da S10--, com US$ 215,4 milhões ante US$ 187,1 milhões. Já a exportação de carros caiu 26%: US$ 19,4 milhões contra US$ 26,3 milhões. Na categoria "veículos para usos especiais", São José teve alta de 149,63%, de US$ 325 mil para US$ 811,2 mil.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO