São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Política
Julho 09, 2018 - 21:51

Prefeito de Caçapava se diz alvo de 'banditismo político'

Fernando Diniz

Polêmica. Prefeito Fernando Diniz em entrevista ao jornal OVALE

Foto: Rogério Marques/OVALE

Prestes a ser investigado de Comissão Processante, Diniz é denunciado pela oposição por temas como má gestão da Saúde pública e também abandono de prédios públicos

Caíque Toledo e Lucas [email protected]

Em rota de colisão com parte da Câmara e prestes a ser alvo de uma Comissão Processante, o prefeito de Caçapava, Fernando Diniz (PV) classifica como 'banditismo político' as denúncias em que está envolvido.

Os parlamentares devem aprovar nesta quarta-feira a criação da Comissão Processante, que pode, após investigação, cassar o mandato do chefe do Executivo.

Entre as denúncias, estão, por exemplo, má gestão da Saúde pública. Em seis meses, três entidades foram contratadas para gerir os postos de saúde, sendo que a última foi contratada por 90 dias por R$ 3,6 milhões -- antes, um contrato de R$ 2,7 milhões foi cancelado.

"A empresa foi contratada, abri um processo investigativo e constatei erros. Essas denúncias, para mim, são politiqueiras", afirmou Diniz.

Abandono de prédios públicos e falta de informação a pedidos feitos pela Câmara também estão entre as denúncias, de acordo com o presidente do Legislativo, Lucio da Padaria (PSDB). "Não vejo defesa. São fatos claros, já tem a resposta dos procuradores. Não tem muito o que explicar, ele está em uma situação muito complicada", afirmou o vereador.

EMBATE.

Para Diniz, o comportamento da oposição é 'esquisito'. Ele afirma que toma medidas para retomar obras do governo passado (gestão de Henrique Rinco, do PSDB, derrotado na tentativa de reeleição em 2016) e que realizações estão sendo feitas na cidade. "Cada passo que eu dou é uma CPI. A base aliada, para dizer que não está protegendo o governo, acaba embarcando junto", disse Diniz.

A sessão que vai definir a criação ou não da Comissão acontece nesta quarta. "Isso que está acontecendo é banditismo político, não democracia", completou Diniz. "A gente vem falando de várias irregularidades, mas agora chegou no fundo do poço", afirmou o presidente da Câmara..

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO