São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Editorial
Agosto 06, 2018 - 23:40

Vale é refém do crime

Mais violenta do interior de São Paulo, a região tem um delito grave a cada dez minutos, segundo dados oficiais


É tempo de insegurança na RMVale, a mais violenta em todo o Estado de São Paulo.

Neste fim de semana, você acompanhou nas páginas e nas plataformas digitais de OVALE o caso de uma mulher vítima de um falso motorista de aplicativos em São José. Um bandido, que já havia assaltado o motorista, colocado a vítima no porta-malas, saiu fazendo outros crimes, inclusive roubando esta mãe, acompanhada seu filho de 3 anos -- e ela ainda foi violentada.

Tem mais. Houve também uma tentativa de assalto a um ônibus do transporte público de São José, que terminou com um dos assaltantes morto após troca de tiros com a polícia e o outro preso. Tudo isso em um intervalo de tempo pequeno aqui na nossa região, a mais violenta do Estado.

Falando em tempo, vamos pegar o relógio do crime. No primeiro semestre desse ano, de acordo com dados oficiais da Secretaria de Segurança Pública do Estado, nossa região teve um total de 43.549 delitos. Considerando apenas delitos graves, como homicídio, latrocínio, estupro, roubo e extorsão mediante sequestro, foram 5.785 nos primeiros seis meses do ano.

Na média, são dez delitos por hora -- 240 em um dia. E um delito grave a cada 10 minutos. Pense só. Se fosse uma partida de futebol, a segurança pública no Vale do Paraíba estaria tomando de goleada.

No fim de semana, trouxemos também uma matéria especial, feita por Xandu Alves, que mostrou, com base em um levantamento detalhado, que a nossa região possui 4 das 20 cidades paulistas que têm uma taxa de homicídio considerada endêmica -- ou seja, mais de 10 vitimas a cada 100 mil habitantes.

E olha a gravidade: o Vale tem 3 das 5 primeiras colocadas no ranking: Guaratinguetá, Pindamonhangaba e Taubaté. E Jacareí ainda ocupa a 8ª colocação. Realmente, é muito preocupante.

E, olha, não é de hoje. A região é a mais violenta do Estado desde 2010. E, neste ano de 2018, está indo na contramão da tendência de queda. Enquanto no Estado houve redução de 11,6% nos homicídios, aqui na nossa região aumentou mais de 6%.

Falando em tempo, o eleitor poderia aproveitar o relógio e deixar o despertador ligado. Para ver se com esses números alarmantes, alguém acorda no Palácio dos Bandeirantes..

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO