TRÂNSITO

A cada hora, 28 motoristas são pegos utilizando o celular enquanto dirigem no país

São Paulo é o estado que comete mais infrações de trânsito pelo uso de celular ao volante

Tamires Vichi
03/06/2022 às 17:48.
Atualizado em 03/06/2022 às 22:09
Uso de celular ao volante continua sendo um grande causador de multas e acidentes (Arquivo/Agência Brasil)

Uso de celular ao volante continua sendo um grande causador de multas e acidentes (Arquivo/Agência Brasil)

Durante o mês de maio, campanhas de fortalecimento à prática de um trânsito seguro são retomadas com o Maio Amarelo em todo o país. Neste ano, o alerta principal da Abramet (Associação Brasileira de Medicina do Tráfego) foi em relação ao uso do celular ao volante, ação que é um grande risco à vida e também um grande gerador de multas.

De acordo com dados divulgados pela Associação, a cada hora, 28 motoristas são pegos cometendo a infração de usar o celular enquanto dirigem. Durante o ano de 2021, foi registrado que cerca de 250 mil condutores dirigiam de forma irresponsável ao utilizar o celular, sendo que São Paulo foi o estado com o maior número de ocorrências, alcançando 22% do número total de infrações durante o ano de 2021, o que equivale a 91.362 multas.

“Os números refletem parte um problema que deve ser enfrentado por todos. Possivelmente o número de pessoas que utilizam o celular na direção é muito maior, o que nos leva a reforçar a necessidade de maior conscientização e engajamento da sociedade para que possamos reduzir os sinistros e preservar vidas no trânsito”, afirma Antonio Meira Júnior, presidente da Abramet.

Com base no Código de Trânsito Brasileiro, a multa por utilizar o celular enquanto dirige é de R$243,47, além do registro de sete pontos na Carteira de Habilitação. Ainda de acordo com pesquisas divulgadas pela Abramet, o celular é a causa de 50% das atividades que resultam no que a Associação denomina por FAC (Falha de Atenção ao Conduzir).

“Dirigir utilizando o celular quadruplica a probabilidade de sofrer um sinistro de trânsito e, se você estiver enviando uma mensagem, pode aumentar em até 23 vezes o risco. E esse acidente ocasionado pelo celular é típico caso que não foi acidente. É sinistro de trânsito, porque é passível de prevenção, poderia ter sido evitado”, explica Meira Júnior. 

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por