Pandemia

RMVale registra aumento em novos casos de Covid-19 nas últimas semanas, mas mortes caem

O patamar de casos é menor do que na segunda e terceira ondas de contaminação, mas já começa a preocupar e exigir medidas mais restritivas na região

Xandu Alves
13/05/2022 às 17:15.
Atualizado em 14/05/2022 às 00:34
Unidade de Terapia Intensiva, UTI, Hospital, pacientes, tratamento, internação, equipamento hospitalar (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Unidade de Terapia Intensiva, UTI, Hospital, pacientes, tratamento, internação, equipamento hospitalar (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

A exemplo de maio de 2021, que abriu a segunda onda de contaminação do coronavírus no Vale do Paraíba, o mês de maio de 2022 registra crescimento no número de novos diagnósticos positivos para a Covid-19 depois de dois meses de queda.

O patamar de casos é menor do que na segunda e terceira ondas de contaminação, mas já começa a preocupar e exigir medidas mais restritivas na região, como escolas que voltaram a exigir o uso de máscara em sala de aula e outras que cancelaram atividades.

Entre no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre ligado nas notícias mais importantes da RMVale, do Brasil e do mundo - Clique aqui e esteja sempre bem informado!

Até o dia 11, o mês de maio tem 3.570 casos confirmados de Covid-19 na região e registrou aumento de 88% na comparação com os 1.900 contaminados de abril, no mesmo período.

É a primeira alta em novos diagnósticos positivos nos últimos dois meses, depois de aumento entre janeiro e fevereiro, quando os casos subiram 115%.

De lá para cá, o número de novos infectados vinha em queda, com -30% em março e -90% em abril. Agora voltou a subir.

“Não podemos dizer que fugimos da pandemia. Quando cairmos numa endemia, vai ser tratada como a Influenza é hoje, com vacinação anual. Temos que manter ainda a vacinação com dose de reforço a cada quatro ou cinco meses”, disse diz Margarete Correia, secretária de Saúde de São José dos Campos.

ALERTA

Na última quarta-feira (11), a OMS (Organização Mundial de Saúde) informou que os novos casos da doença aumentaram 14% nas Américas e 12% no continente africano.

De acordo com o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, as subvariantes da Ômicron são responsáveis pelo aumento de casos de Covid-19, que atinge pelo menos 50 países.

Em entrevista coletiva, Adhanom afirmou que a disseminação dessas subvariantes destaca a “volatilidade do novo coronavírus”. Por outro lado, ele ressaltou que as hospitalizações e as mortes não estão aumentando tão rapidamente quanto nas ondas anteriores.

“Essa pandemia não acabou. Precisamos que todos os líderes intensifiquem os esforços para aumentar a imunidade da população e trabalhar coletivamente para obter testes, tratamentos e vacinas para todos”, disse o chefe da OMS.

No geral, a RMVale atingiu a marca de 495,1 mil casos confirmados e 7.796 mortes pela doença. Maio tem apenas uma morte confirmada por Covid-19, o menor número de toda a pandemia.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por