Vivacità

Anitta usa poder de influência para abordar política e outras questões sociais

Renata del Vecchio
31/07/2022 às 01:10.
Atualizado em 31/07/2022 às 01:10

Principal representante do Brasil na música internacional, Anitta tem utilizado o seu posto de mulher poderosa para abordar importantes questões sociais com os mais de 60 milhões de seguidores que acumula em uma rede social, ainda que tratar alguns desses temas, especialmente o político, lhe custe se manifestar publicamente contra o presidente do país. 

 Além do sucesso, o engajamento da cantora para qualquer bandeira que ela levanta também impressiona. A popularidade, o talento e o carisma de Anitta não só a levaram ao posto de primeira brasileira da história a ocupar o topo do ranking mundial do Spotify, com o hit “Envolver”, como também impactaram positivamente uma campanha do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para que Brasil aumentasse o número de jovens eleitores. 

 Após envolvimento da cantora com a pauta, foram registrados 2.042.817 milhões de novos eleitores, entre 16 e 17 anos, o que representa um aumento de 47,2% em relação ao mesmo período em 2018 e de 57,4 % em relação a 2014. Não bastasse ter se dedicado a incentivar o alistamento do jovem eleitorado, a brasileira ainda envolveu outros artistas na campanha. O ator norte-americano Leonardo Di Caprio foi um deles. 

 Depois de marcar presença no MET Gala deste ano, em Nova York, ela escreveu em uma rede social: “Ontem eu passei horassss com o @LeoDiCaprio falando sobre a importância dos jovens tirarem seu título de eleitor. Está na reta final. Vocês sabiam que ele sabe mais sobre a importância da nossa floresta Amazônica do que o presidente do Brasil? Pois sabe”.  

 Desde o início da pandemia em 2020, a cantora vem se dedicando a estudar política. À época, chegou a realizar ‘lives’ semanais, ao lado da comentarista Gabriela Priolli, para esclarecer temas relevantes como o funcionamento dos poderes ou o posicionamento de esquerda e direita na política. As transmissões chegaram a bater a marca de 6 milhões de visualizações. 

 Treta. Recentemente, Anitta bloqueou a conta de Jair Bolsonaro no Twitter. Após usar uma roupa azul, verde e amarela no festival Coachella, nos Estados Unidos, ela escreveu que as cores pertenciam a todos os brasileiros. O presidente respondeu de forma que ela considerou debochada: “concordo com a Anitta (sic)”, ao lado de várias imagens da bandeira do Brasil. 

 A cantora rebateu "Ai, garoto, vai catar o que fazer, vai”, bloqueando-o em seguida: "Meti logo um block pra esses adms (administradores) dele não ficarem usando minhas redes sociais pra ganhar buzz (repercussão) na internet", escreveu a artista que declarou apoio ao candidato petista Lula nas eleições deste ano. 

 Mais que colecionar conquistas e recordes, como ter sido a primeira brasileira a se apresentar no programa "The Tonight Show", de Jimmy Fallon ou como dizem os próprios fãs da cantora, fazer um show histórico e “lacrador” em dos maiores festivais do mundo, o Coachella, Anitta conhece bem o poder de influência que possui e parece estar disposta a usá-lo em prol dos brasileiros. Que assim seja, “rainha” – elogio que a musa ganhou do rapper americano Lil Nas X.

Siga OVALE nas redes sociais
Copyright © - 2021 - OVALETodos os direitos reservados. | Política de Privacidade
Desenvolvido por
Distribuido por